Somos movidos pela satisfação de orientar os clientes na evolução digital, com segurança jurídica e serviços especializados

Telefone +55 (24) 2245-7364

Rua do Imperador, 288/1002
Centro, Petrópolis - RJ

escritorio@svalaw.com.br

Top
m

SV/A - Souza Vasconcellos Advogados

Seja por meio de boas memórias juvenis – como nos ingressos dourados da Fantástica Fábrica de Chocolate – ou por recordações familiares ao compartilhar shows e partidas de futebol, os ingressos sempre estiveram em nosso quotidiano. Assim como problemas corriqueiros relacionados à sua característica física tal como perdas, falsificações, estragos por água e rasgos acidentais.

Em um primeiro momento, os QR Codes pareciam ser uma boa resposta para os organizadores de eventos, porém, conforme foi sendo utilizado, o mercado mostrou que não eram tão eficazes para os clientes que os compravam. Um QR Code simples, sem nenhuma comprovação e rastreabilidade não é capaz de comprovar titularidade.

Os NFTs surgiram para resolver esse problema e tornar os tickets mais funcionais e rastreáveis E, se em algum dia, a autenticidade de ingressos foi questionada, com a chegada dos NFT s tal fato será uma memória do passado

1 – DIGA ADEUS AOS INGRESSOS COMO VOCÊ CONHECE

E não pense você que isso é um futuro distante A AMC, uma das maiores redes de cinema da atualidade, anunciou recentemente que começaria a aceitar pagamentos em criptomoedas, e agora está dando NFTs como brindes de pré-venda de ingressos para o novo filme do Homem Aranha.

A ação da AMC pode ser apenas um ensaio do que está por vir, visto que o uso de NFTs para a indústria de ingressos tem se revelado um mecanismo disruptivo não só para alavancar as vendas, mas também para mitigar a onda de fraudes de tickets.

2 – OS PROBLEMAS ENFRENTADOS PELA INDÚSTRIA DE INGRESSOS TRADICIONAL

Antes de mostrar como os ingressos tokenizados (Tickets NFTs irão causar uma disrupção no mercado de venda de ingressos de eventos, é preciso primeiro destacar os problemas do sistema tradicional.

Um dos maiores problemas da indústria são as fraudes Scammers estão aprimorando cada vez mais suas tecnologias para enganar o maior número de pessoas possível.

No caso de ingressos físicos, cópias fiéis são fabricadas e vendidas como originais para as vítimas, que só vão descobrir que caíram em um golpe na porta do evento. E não pense que isso se limita à ingressos físicos, há também casos de ingressos virtuais, onde as vítimas os adquirem em sites falsos, acreditando ser a página oficial da empresa de ingressos.

Neste sentido, um estudo realizado pela Action Fraud no Reino Unido, revelou que 1.085 denúncias de fraude em ingressos foram feitas em 2021 o que equivale a uma perda média de R$6.000,00 por vítima. Quase dois terços das vítimas 61 por cento) tinham entre 20 e 49 anos.

2.1 FALTA DE CONTROLE DO MERCADO SECUNDÁRIO

No mercado atual, é impossível rastrear clientes ou trocar dados além dos limites de um fornecedor (seja por um site, aplicativo ou outro meio), de modo que fraudes são comuns no mercado secundário.

Quando um ingresso é vendido novamente no mercado secundário, ele não pertence mais ao

comprador real cujos dados o organizador do evento possui.

Portanto, os organizadores do evento não conseguem ter o controle de quem detém o ingresso ou quem, de fato, está no evento.

2.2 Ingressos colecionáveis

Sem dúvida, a digitalização simplificou a emissão de ingressos, mas acabou abandonando a opção de colecionar tickets de papel, substituindo os bilhetes por meros QR Codes. Voltar ao sistema de ingressos impressos também não se mostra como uma opção viável. Você pode perder um bilhete em papel; eles podem ficar molhados e estragados. Além disso, os organizadores não têm segurança suficiente com ingressos em papel, pois podem ser falsificados rapidamente.

3 – E, afinal, quais as vantagens de utilizar NFTs para o setor?

NFTs são itens digitais exclusivos armazenados na blockchain. Uma vez criados, eles podem ser vendidos aos clientes digitalmente. Os clientes então armazenam NFTs em uma carteira digital segura, que pode ser acessada em qualquer dispositivo.

Deste modo, os NFTs têm a capacidade de melhorar a experiência dos clientes e dos organizadores dos eventos. Essas são as principais vantagens:

/PREVENÇÃO DE FRAUDES – A tecnologia Blockchain estabelece uma única versão verdadeira de cada ingresso, que é facilmente verificável pelos organizadores do evento. A movimentação de NFTs no mercado secundário é imutavelmente registrada na blockchain permitindo que todas as partes verifiquem independentemente a legitimidade do ingresso.

Em situações em que a revenda de ingressos é proibida, os NFTs podem ser criados como intransferíveis, ficando vinculados à carteira do comprador original.

/FABRICAÇÃO RÁPIDA – Em menos de um minuto o NFT pode ser criado.

/Receita no secundário –Os NFTs podem incluir regras de royalties no mercado Secundário. Deste modo, os organizadores receberão uma porcentagem da venda sempre que o ingresso for revendido.

/Ingressos colecionáveis Os NFTs prometem dar a segurança do ingresso digital, juntamente com a vantagem de ser um colecionável, como eram os ingressos físicos Desta forma, os clientes poderão guardar para sempre a lembrança de um evento importante, ou mesmo revender o colecionável em um momento futuro.

04 – CONCLUSÃO

Dada a natureza infungível dos NFTs e a transparência e segurança da blockchain a tecnologia soluciona os problemas em relação à fraude, de modo que assegura aos compradores que eles estão recebendo um ingresso legítimo para determinado evento, bem como geram outras vantagens, como a possibilidade de transformar o ingresso digital em um colecionável e a receita das vendas no mercado secundário.

Fernando Henrique Ferreira de Souza é advogado no SV/A – Souza Vasconcellos Advogados, DPO e entusiasta de inovações no mundo do Direito e dos Negócios.

Fazer um comentário